Notícias

Dia Internacional de Combate às Drogas: CNM destaca importância do debate

Segunda, 26 de junho de 2017.

26092016 cocain PrefItaipuEscolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU), 26 de junho é o Dia Internacional do Combate às Drogas. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) ressalta que a data representa um importante momento de reflexão e aponta que as discussões sobre a epidemia das drogas são de extrema relevância para a sociedade brasileira, merecendo atenção da esfera governamental.

A entidade vem alertando há anos para o problema da circulação das drogas, em especial o crack. Ferramenta criada pela entidade em 2010, o Observatório do Crack mostra que, há seis anos, 98% dos Municípios brasileiros já sofriam com problemas relacionados às drogas. Além disso, o problema tem se acentuado em Municípios menores e rurais, com índices considerados alto para a questão.

O Observatório foi desenvolvido a fim de acompanhar a evolução do tema nos Municípios brasileiros. Assim, por meio da ferramenta, é possível obter um retrato da realidade corrente, além das ações desenvolvidas, dos investimentos realizados e dos resultados obtidos. Dessa forma, os dados da entidade vêm sendo amplamente difundidos pela imprensa nacional e tem servido de base para a realização de diagnósticos e ações de prevenção e combate às drogas.

Outro projeto desenvolvido pela Confederação é o Reinserir. Promovido em parceria com a União Europeia, a iniciativa realiza ações de enfrentamento às drogas em 13 Municípios paraibanos e em Carnaúba dos Dantas (RN). O projeto visa a assistir dependentes químicos e suas famílias, além de propor alternativas de reinserção social aqueles que buscam tratamento dentro da rede assistencial.

Consumo
Segundo a ONU, cerca de 5% da população mundial consumiu algum tipo de droga em 2015. O percentual representa aproximadamente 250 milhões de pessoas. E pelo menos 190 mil morreram prematuramente neste mesmo ano por causas diretas relacionadas ao uso de entorpecentes.

Além disso, segundo o levantamento, 29,5 milhões de pessoas sofrem com transtornos graves pelo consumo de drogas, incluída a toxicodependência. Apesar disso, apenas uma em cada seis pessoas que necessita de tratamento por estes transtornos recebe assistência. A maioria dessas pessoas se encontram em países desenvolvidos.

Veja aqui mais informações sobre o Observatório do Crack e aqui sobre o Reinserir