Notícias

Número de apreensões de droga nas rodovias federais do PR triplica

Quarta, 06 de junho de 2018.

PRF DivulgacaoBalanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) indica que a apreensão de drogas realizada no primeiro trimestre de 2018 passa do triplo correspondente ao mesmo período do ano anterior. Em relação à tipificação das substâncias, houve queda no volume de cocaína em contraponto ao aumento de maconha e crack.

O quantitativo de maconha apreendida passou de 4,2 toneladas, no ano passado, para 15,9 toneladas neste ano. O dado mais alarmante corresponde à apreensão de crack, com alta de quase 3.000%: de 8 quilos entre janeiro e março de 2017, para 241,1 quilos nos primeiros meses deste ano.

Justificativa
A PRF atribui a esses resultados o comprometimento do efetivo e a experiência dos policiais rodoviários federais que atuam nas regiões de fronteira do Estado, entre elas, Foz do Iguaçu, Cascavel e Guaíra, no Oeste, e Pato Branco, no Sudoeste. O órgão destaca ainda que o Estado do Paraná assume posição geográfica estratégica, sendo rota para quadrilhas do crime organizado que abastecem com a carga ilícita a região sul e sudeste do país.

Apesar da divulgação deste balanço e dos dados alarmantes, o chefe do núcleo de comunicação da PRF, Fernando Oliveira, reconheceu que o primeiro trimestre é um período muito estreito para determinar o real aumento do tráfico. "Às vezes, uma ou duas ocorrências [apreensões] podem desequilibrar o balanço", afirmou.

A polícia destacou, por fim, que tem feito investimentos cada vez maiores em ações de inteligência e em tecnologia para aprimorar a integração com outras forças policiais que atuam no Paraná.

Agência CNM com informações da Folha de Londrina