Notícias

Observatório do Crack: 96% dos Municípios do Rio enfrentam problemas com drogas

Quinta, 03 de janeiro de 2019.

EBCOs dados do Observatório do Crack voltaram a ganhar destaque na mídia nacional. Com base nas informações disponíveis no portal da Confederação Nacional de Municípios (CNM), matéria da Rádio Bandnews FM do Rio de Janeiro e do jornal o Glorbo destacaram que Crack e outras drogas causam problemas em 96% dos Municípios do Estado. De acordo com a matéria, veiculada na segunda-feira, 31 de dezembro, a situação mais crítica foi conferida em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Inédito, o portal concentra dados dos Municípios do país. Em relação aos problemas sobre drogas no Rio, o Observatório sinaliza ainda as áreas mais afetadas: saúde, com 22,39% de apontamentos; educação, com 26,17%; assistência social, com 23,50%; e segurança com 20,93% de sinalizações.

Uma primeira pesquisa da CNM sobre o crack – publicada em dezembro de 2010 – mostrou que 98% das localidades brasileiras enfrentam problemas ligados à droga. No ano seguinte, a entidade lançou o portal para viabilizar o monitoramento nos 5.568 Municípios. Assim, o presidente da Confederação, Glademir Aroldi, destaca que os dados são cadastrados pelos próprios governos locais, e isso possibilita um raio x da realidade.

Outro estudo mencionado pela reportagem da Band, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, feito entre o fim de 2017 e início de 2018, identificou 150 locais da capital nos quais dependentes químicos se reúnem para fazer uso de crack e outras drogas. Segundo a pesquisa, 1.939 pessoas se reúnem nestes pontos.

Da Agência CNM de Notícias, com informações Band News
Foto: EBC