Notícias

CNM acompanha congresso internacional sobre drogas; evento terá participação do Brasil

Quarta, 13 de março de 2019.

DivulgaçãoA Confederação Nacional de Municípios (CNM) acompanha nesta semana a 62ª Sessão da Comissão de Entorpecentes (CND) da Organização das Nações Unidas (ONU). O evento será realizado em Viena, na Áustria, sendo considerado o mais importante no sentido de promover debates sobre políticas de combate às drogas e projetos para sufocar o poder econômico dos traficantes.

O Brasil enviará representantes do Ministério da Justiça, da Segurança Pública (MJSP) e de outros representantes do governo. Esse evento abre os trabalhos do encontro e conta com as principais autoridades responsáveis pelo combate ao problema das drogas. Com isso, a intenção é conhecer a realidade internacional para intensificar a proposta brasileira de alienação de ativos confiscados de traficantes.

Por ser membro da ONU, o Brasil terá direito a discurso e pretende na sua participação compartilhar diagnósticos de cenários. Na explanação, a intenção é mostrar a abordagem em relação ao problema mundial das drogas, na qual as medidas repressivas são associadas a ações de prevenção, tratamento e reabilitação que priorizam o bem-estar, a saúde e a dignidade das pessoas, conforme os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Com a realização desse encontro tão importante, a Confederação vai acompanhar com proximidade os resultados e vai buscar implementar junto aos Municípios os objetivos que visem melhorar a gestão municipal e a cidadania. Acesse aqui o Observatório do Crack.

Prevenção
Por iniciativa do Ministério da Saúde (MS), será apresentada no evento resolução sobre promoção de medidas para prevenir a transmissão de HIV entre mulheres que usam drogas, incluindo a melhoria de acesso à profilaxia pós-exposição. Será negociada declaração na qual se pretende avaliar o estado de implementação dos compromissos internacionais sobre drogas e indicar os próximos passos a serem adotados pela comunidade internacional. Pretende-se organizar, com apoio dos governos de Cingapura e do Reino Unido e do Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime, um evento paralelo sobre o sistema de classificação de drogas no âmbito forense.

A CNM acompanha o problema da disseminação das drogas nos Municípios brasileiros. Com o objetivo de acompanhar o cenário no país, a entidade criou o Portal do Observatório do Crack. Uma das funcionalidades da ferramenta é informar os gestores municipais e os cidadãos sobre os debates e discussões que englobam o tema das drogas.

Da Agência CNM de Notícias, com informações da ONU